||SEGUIDORES!||

:::MÚSICA DO BLOG?:::

ATUALIZE-SE GRATUITAMENTE:

ESTUDAR - ESTUDE ONLINE E DE GRAÇA!
(opcional) - Saiba que estudamos muito!
TRABALHE CONOSCO - SEJA NOSSO PARCEIRO VIRTUAL! 10%(Comissão) - "OPCIONAL!"
Sua comissão é de 10% sobre o valor dos cursos, ou seja, R$500 => (10% de R$ 5.000,00). Acessar Aqui! <- font="">
Limite mínimo(RECEBER) SUA comissão: R$100.

Mais um belíssimo álbum da cantora Virginia Rodrigues, "descoberta" por Caetano Veloso, que presenteia os ouvintes com um repertório de afro-sambas, como "Bocochê" e "Canto De Pedra Preta", além da participação especial de Caetano Veloso na faixa "Labareda" e "Afro-Sambas", composições antológicas de Baden Powell e Vinícius De Moraes. 


[Depois Que o Ilê Passar] (Atual canção, que toca no Blog)

Interpretação: Virginia Rodrigues [Cantora Baiana/Brasileira]
Composição: Miltão
  • Letra Berimbau - CD Mares Profundo
Encontre esse CD no Submarino 



Interpretação: Virginia Rodrigues [Cantora Baiana/Brasileira]
Composição
: Baden Powell/Vinicius de Moraes


"Quem é homem de bem não trai
O amor que lhe quer seu bem
Quem diz muito que vai, não vai
Assim como não vai, não vem
Quem de dentro de si não sai
Vai morrer sem amar ninguém

O dinheiro de quem não dá
É o trabalho de quem não tem
Capoeira que é bom não cai
Mas se um dia ele cai, cai bem

Capoeira me mandou dizer que já chegou
Chegou para lutar
Berimbau me confirmou vai ter briga de amor
Tristeza camará
Birimbau, birimbau
Birimba, birimba, birimbau."

"Capoeira que é bom não cai. Mas se um dia ele cai, cai bem" -

[Berimbau - By Baden Powell/Vinicius de Moraes]
http://2.bp.blogspot.com/_5AMeMeOoKb8/R2bYrARReOI/AAAAAAAAAy8/1DySikQL1Hg/s320/afro.jpg
http://2.bp.blogspot.com/_kwZstyeHLPU/TMsU1oKuhzI/AAAAAAAADEw/ZttSzb-oP8g/s1600/Baden+Powell-foto1.jpg
imagem: Baden Powell

Baden Powell de Aquino (Varre-Sai, 6 de agosto de 1937 — Rio de Janeiro, 26 de setembro de 2000) foi um violonista brasileiro. Filho de Dona Adelina e do violinista e escoteiro Lilo de Aquino, que lhe deu esse nome por ser fã do criador do Escotismo, general britânico Robert Stephenson Smyth Baden-Powell. É irmão de Vera Gonçalves de Aquino e pai do pianista e tecladista Philippe Baden Powell e do violonista Louis Marcel Powell (ambos nascidos na França) e primo do violonista João de Aquino.
Aos nove anos começou a estudar violão, mas só ficou famoso no Brasil quando constituiu uma parceria com Vinícius de Moraes, que escreveu versos para suas composições, criando o gênero dos afro-sambas.
||==(Mais cá)) 
http://www.substantivoplural.com.br/wp-content/uploads/2010/07/vinicius-de-moraes.jpg
imagem: Vinicius de Moraes 
 

Vinicius de Moraes (Rio de Janeiro, 19 de outubro de 1913 — Rio de Janeiro, 9 de julho de 1980) foi um diplomata, dramaturgo, jornalista, poeta e compositor brasileiro.
Poeta essencialmente lírico, o poetinha (como ficou conhecido) notabilizou-se pelos seus sonetos. Conhecido como um boêmio inveterado, fumante e apreciador do uísque, era também conhecido por ser um grande conquistador. O poetinha casou-se por nove vezes ao longo de sua vida.
Sua obra é vasta, passando pela literatura, teatro, cinema e música. No campo musical, o poetinha teve como principais parceiros Tom Jobim, Toquinho, Baden Powell, João Gilberto, Chico Buarque e Carlos Lyra.

||==(Mais cá)) 
 ==========================================================================
  • Fica como dica uma outra letra/canção!
    Muito linda, chamada [Depois Que o Ilê Passar]



    [Depois Que o Ilê Passar] (Atual canção, que toca no Blog)
    Interpretação: Virginia Rodrigues [Cantora Baiana/Brasileira]
    Composição: Miltão


    "Rebentou, Ilê Ayê Curuzu
    Toque de Angola Ijexá
    Vamos pra cama meu bem
    Me pegue agora
    Me dê uma beijo gostoso
    Pode até me amassar
    Mas me solte quando o Ilê passar
    Quero ver você, Ilê Ayê passar por aqui
    Não me pegue não me toque
    Por favor não me provoque
    Eu só quero ver o Ilê passar
    Quero ver você, Ilê Ayê passar por aqui
    "

    "Não me pegue não me toque.
    Por favor não me provoque 
    Eu só quero ver o Ilê passar 
    Quero ver você, Ilê Ayê passar por aqui"
    [Depois Que o Ilê Passar - By Miltão]

    =============================================================

    • E quem é o Ilê? - Vide cá:



    Endereço do Ilê na Bahia - Rua do Curuzu, 228 - Liberdade - Salvador/Bahia!!!!
    ****Bairro (dos Negros na cidade do Salvador/BA)



    "Não me pegue não me toque
    Por favor não me provoque
    Eu só quero ver o Ilê passar"

    [Composição: Miltão]
      
    (Novembro - Ilê Aiyê)>------------------|||
    O Ilê Aiyê, ou simplesmente Ilê, é o mais antigo bloco-afro do
    carnaval da cidade do Salvador, no estado da Bahia. Criado em 1 de novembro de 1974.

    !!!!!Rua do Curuzu, 228 - Liberdade!!!!

    "Que Bloco é esse
    Eu quero saber
    É o mundo negro
    Que viemos cantar para você"

    >Depois Que o Ilê Passar - Virgínia Rodrigues


    O bairro: Liberdade
    Portal Oficial do Ilê - Site do Ilê


    • Letra Canto de Ossanha
    "Pergunte pro seu Orixá.O amor só é bom se doer" 
    [Baden Powell/Vinícius de Morais]

    Interpretação: Virginia Rodrigues
    "O homem que diz "dou" não dá
    Porque quem dá mesmo não diz
    O homem que diz "vou" não vai
    Porque quando foi já não quis
    O homem que diz "sou" não é
    Porque quem é mesmo é "não sou"
    O homem que diz "tô" não tá
    Porque ninguém tá quando quer
    Coitado do homem que cai
    No canto de Ossanha, traidor
    Coitado do homem que vai
    Atrás de mandinga de amor
    Vai, vai, vai, vai, não vou
    Vai, vai, vai, vai, não vou
    Vai, vai, vai, vai, não vou
    Vai, vai, vai, vai, não vou
    Que eu não sou ninguém de ir
    Em conversa de esquecer
    A tristeza de um amor que passou
    Não, eu só vou se for pra ver
    Uma estrela aparecer
    Na manhã de um novo amor
    Amigo sinhô, saravá
    Xangô me mandou lhe dizer
    Pergunte pro seu Orixá.
    Se é canto de Ossanha, não vá
    Que muito vai se arrepender
    Pergunte pro seu Orixá
    O amor só é bom se doer

    Pergunte pro seu Orixá
    O amor só é bom se doer
    Pergunte pro seu Orixá"

    O amor só é bom se doer
    Pergunte pro seu Orixá
    O amor só é bom se doer
    Vai, vai, vai, vai, amar
    Vai, vai, vai, sofrer
    Vai, vai, vai, vai, chorar
    Vai, vai, vai, dizer
    Que eu não sou ninguém de ir
    Em conversa de esquecer
    A tristeza de um amor que passou
    Não, eu só vou se for pra ver
    Uma estrela aparecer
    Na manhã de um novo amor"

    Canto de Ossanha
    (Baden Powell e Vinicius de Moraes)


    "Pergunte pro seu Orixá.
    O amor só é bom se doer" - [Baden Powell/Vinícius de Morais]
    Interpretação: Virginia Rodrigueshttp://www.youtube.com/watch?v=hWDxx37rSUs